Parte do processo

Uma homenagem a uma pessoa de bem

Em uma eleição que meu pai tentava a candidatura a vereador em São Paulo, Eduardo Suplicy compareceu em uma simplória festa de aniversário de meu pai organizada no bairro em que moro a 25 anos na zona leste de São Paulo. Regada salgadinhos e refrigerantes Suplicy ministrou uma pequena conversa a respeito de suas últimas pesquisas sociais e cantou com a maior propriedade Racionais MC’s e Bob Dylan, um representando a juventude pobre e periférica desse grande mar de prédios e o outro representando a paz tanto desejada no mundo. Sua presença foi um grande exemplo da sua humildade e mostra a sua seriedade e respeito a todas pessoas, sem distinções.

Suplicy é uma pessoa que levou a transparência a figura de um político, coerente, ponderado e sempre dispostos a ouvir qualquer lado, seja qualquer for ele. A política aberta ao dialogo que foge do argumento do ódio é a melhor representação das ações de Suplicy.

Fica a singela homenagem ao nosso sempre bem vindo Eduardo Suplicy.

Suplicy

0 comments
Submit comment

*